dez 30

10 Consequências De Não Dormir Bem E Por Que É Importante

Para levar uma vida saudável, não basta que ter uma alimentação adequada, juntamente com a atividade diária constante que inclua exercícios para liberar um pouco o stress.

Tudo isso é importante, sim, claro!, mas não seria suficiente se não tivesse um descanso adequado, o qual deve compreender que o complemento para uma saúde óptima é uma noite de sono reparador.

Infelizmente, o dia-a-dia que temos hoje nos tem conduzido a que as atividades diárias interfiram com os nossos padrões de sono naturais e necessários.

A maioria das pessoas que dormem menos do que no passado, e não só isso, também a qualidade do sono diminuiu consideravelmente. Por isso, temos que criar um compromisso com o nosso próprio corpo para poder cultivar uma rotina de sono saudável.

Aqui estão as 10 Consequências de não dormir bem:

1.- Se você não dorme bem você vai ganhar peso

Dormir pouco é associado com um aumento drástico no risco de aumentar de peso e se tornar uma pessoa obesa; isto é válido tanto para adultos como para crianças (1, 2).

Um estudo levado a cabo em 2008, avaliou a relação entre a curta duração do sono e o desenvolvimento de obesidade em crianças e adultos, e demonstrou que ambos os tipos de população, submetidas a períodos de sono reduzidos, apresentaram uma probabilidade de se tornarem obesos de 89 e 55 %, respectivamente (3).

Outro trabalho realizado por Di Milia e colaboradores concluiu que existe uma associação significativa entre o dormir pouco e a possibilidade de ganhar peso, o que pode ser devido a um grande número de fatores, entre os quais podem ser incluídas as hormonas e a motivação para o exercício (4).

Assim que todos estes dados se devem levar a entender que, se você está tentando perder peso, é muito importante que a quantidade de tempo para relaxar, bem como a qualidade do seu sono, sejam adequadas.

2.- Dormir bem faz com que reduzcas sua ingestão de calorias

Uma certa quantidade de tempo de descanso, bem como o fato de que este seja de boa qualidade, você vai ingerir menos calorias.

Trabalhos de investigação realizados por duas equipes de cientistas, demonstraram que a interrupção ou mesmo a ausência de um descanso apropriado, altera os hormônios do apetite, fazendo com que as mesmas percam o seu sistema de regulação metabólica, levando-o a ter muito apetite e, por isso, ingerir mais calorias (2, 5).

Por isso concluem que a redução do sono diminui os níveis de leptina e aumento de grelina; tais respostas a estas hormonas podem explicar o aumento do apetite e o aumento do Índice de Massa Corporal observados quando a duração do sono é reduzida (6).

Inclusive os autores acrescentam que, na sociedade ocidental, onde as restrições do sono podem ser crônicas por o grande número de atividades em que as pessoas estão submetidas diariamente; e onde existe uma grande quantidade de alimentos disponíveis, as alterações nos hormônios que regulam o apetite quando se diminuem os tempos de sono, podem contribuir para a obesidade.

Em conclusão, se você tem um sono adequado comer menos calorias do que quando você não descansa regularmente.

3.- Dormir bem aumenta a sua concentração e produtividade

Dormir bem pode melhorar a sua concentração e, portanto, sua produtividade.

Algumas das funções de seu cérebro, como os relacionados com o conhecimento, concentração e produtividade , podem ser alteradas por uma má qualidade do sono (7).

Sabe-Se hoje em dia que, tanto em adultos como em crianças com boa qualidade de sono, a capacidade para resolver problemas, a acuidade visual, bem como o desenvolvimento da memória são consideravelmente melhores.

Também foi determinado que dormir pouco pode impactar de forma negativa as funções cerebrais, inclusive a níveis comparáveis com os que se observam quando se está na presença de intoxicação alcoólica (9).

Um exemplo notável o encontraram em um grupo de médicos internos, onde dentro de seu esquema de trabalho, os que tinham dormido pouco passíveis de aproximadamente 36 % a mais de erros do que aqueles que tiveram um bom descanso antes de seus guardas (8).

4.- Quando você dorme bem, você aumenta seu desempenho físico

Uma pessoa que pratica exercícios físicos, vai ter melhores resultados se você já teve um bom descanso.

Em um estudo realizado por Mah e colaboradores, com jogadores de basquete, demonstrou-se que aqueles que dormiam melhor melhoraram a sua velocidade, tempo de reação, reflexos e bem-estar mental (10).

Por outro lado Goldman et al, associaram a diminuição do desempenho físico, velocidade e limitações funcionais em um ensaio experimental com uma população de 2800 mulheres de maior idade, quando estas eram submetida a caminhadas e haviam apresentado uma pobre qualidade de sono antes do exercício (11).

Dicas para dormir melhor

17 dicas para dormir melhor comprovados pela ciência

As 4 melhores comprimidos sem receita médica para dormir e superar a insônia

5 Chás para dormir bem e relaxar

5.- Reduz seus problemas cardíacos

Uma pobre qualidade de sono, bem como a diminuição da quantidade de horas dedicadas ao mesmo, representam um risco maior de doenças cardíacas e acidente vascular cerebral.

Uma revisão da literatura científica, realizada em 2011, por Capuccio e colaboradores, concluiu que a pouca quantidade de sono representava um elevado fator de risco de sofrer de doenças do coração e, inclusive, de acidentes cérebro vasculares, em pessoas que dormem menos de 7 ou 8 horas por noite (12).

Programa sua vida para dormir um mínimo de 7 horas e assim você pode diminuir os riscos de que o seu coração sofra de algum problema de saúde.

6.- Alenta o metabolismo da glicose e risco de diabetes tipo 2

Hábitos de sono inadequados para a maioria da população, estão fortemente associados com um mal metabolismo do açúcar.

A restrição experimental do sono de forma prolongada em homens jovens saudáveis afeta os níveis de glicose e reduz a sensibilidade à insulina. Dormir menos de 6 horas por noite, ou seja, um aumento no risco de sofrer de diabetes tipo 2(13).

O impacto da restrição do sono sobre o metabolismo e a função endócrina foi analisado em um estudo no qual se mediram a função da tireóide, o metabolismo dos carboidratos, a atividade do hipotálamo, pituitária e eixo adrenal, bem como o balanço simpático e vagal, em 11 homens jovens depois de ter sido restritos em seu tempo de sono por 4 horas durante 6 noites.

Os resultados de tais restrições foram comparados com os obtidos depois de um período de recuperação, onde os sujeitos envolvidos foram autorizados a dormir 12 horas, durante 6 noites.

Os resultados desse experimento mostraram que a tolerância à glicose e a concentração de tirotropina (hormônio da tireoide) foram menores quando se restringiu o sono; por outro lado, as concentrações de cortisol e a atividade do sistema nervoso simpático foram aumentadas.

Isto significa que a restrição do sono tem um efeito perigoso sobre o metabolismo e a função endócrina.

7.- Você pode cair em depressão

Problemas de saúde mental, como a depressão foi associada fortemente com desordens do sono.

Estima-Se que 90% dos pacientes que se queixam de ter má qualidade de sono, sofrem de depressão (14).

Também se chegou a observar que pacientes com desordens do sono como insônia ou apnéia obstrutiva do sono, apresentam maiores taxas de depressão do que aqueles que não sofrem de tais problemas.

Um estudo longitudinal realizado durante 10 anos, associada ao aumento no risco de morte por suicídio, em pessoas que sofrem de problemas do sono.

8.- Diminui o seu sistema imunológico

Uma boa qualidade do sono ajuda a manter o sistema imunológico em bom funcionamento, caso contrário, o que prejudica significativamente (15).

Um ensaio experimental realizado em grande escala e durante 2 semanas, controlou o desenvolvimento de gripe comum em pacientes que haviam sido submetidos ao vírus que causa a gripe, por meio da administração de gotas nasais com o vírus; encontrando que os pacientes que dormem menos de 7 horas por noite, eram ao menos 3 vezes mais propensos a desenvolver o resfriado, que aqueles que dormem 8 horas ou mais (16).

Isso significa que, mesmo com pequenas perdas de sono, a qualidade do desenvolvimento das funções imunes pode ser afetada.

Portanto, se você chegar a ter constipações, certifique-se de dormir pelo menos 8 horas por noite para que o seu sistema imunológico possa responder melhor e realizada em outros aliados mais rápido; também te pode ajudar comer um pouco mais de alho.

9.- Aumenta a inflamação em seu corpo

Pobre qualidade de sono pode aumentar a tendência a sofrer de inflamações.

A perda de sono ou a má qualidade do mesmo, se relaciona intimamente com as inflamações de longo prazo do trato digestivo, especialmente em problemas como a síndrome do cólon inflamado e irritado (17, 18).

De fato, distúrbios do sono, você sabe que podem activar os marcadores de inflamação e danificar as células; e um sono de boa qualidade pode ajudar com os processos inflamatórios que podem estar presentes no organismo; por isso, recomenda-se uma avaliação do sono em pacientes que sofrem de inflamações crônicas para ajudar a prevenir as mesmas.

Tudo isso leva a concluir que o sono afeta as respostas inflamatórias do corpo e que pouca qualidade do mesmo pode estar relacionada com doenças inflamatórias do intestino e o risco de que se tornem crônicas.

10.- Interação social e de emoções

A perda da qualidade e quantidade de sono diminui a nossa capacidade de interagir socialmente.

Se você não dorme bem, você está irritado, de mau humor, cansado e sem vontade de se comunicar com as outras pessoas, o que, a longo prazo, diminuirá suas chances de interagir com seu ambiente (19, 20, 21)..

Alguns estudos têm confirmado essas asserções usando testes de reconhecimento de respostas a estímulos faciais emocionais, bem como o fato de que a falta de uma boa noite de sono diminui a acuidade para reconhecer algumas emoções humanas, como as expressões de raiva ou de felicidade.

Conclusão

Além de uma boa alimentação e exercícios adequados para a nossa idade, peso e atividade rotineira, uma boa qualidade do sono é um dos pilares fundamentais para a nossa saúde.

Portanto, considera-se de agora em diante, colocar mais atenção no tempo que dedica a descansar e que este seja da melhor qualidade possível.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.